Federal Reserve: conheça o FED, banco central dos Estados Unidos

Nas manchetes e notícias sobre os Estados Unidos é comum vermos o nome do Federal Reserve, também chamado de FED, com as falas de seu presidente a respeito do aquecimento do mercado de trabalho, inflação e demais assuntos importantes para o crescimento da economia do país, sendo que normalmente estas falas interferem diretamente nas bolsas por todo o mundo.

Mas afinal de contas, o que é o Federal Reserve?

O Federal Reserve System é o Banco Central dos Estados Unidos. É a instituição responsável por toda a supervisão do sistema bancário e definição da política monetária do país. Podemos compará-lo com o Banco Central do Brasil (BACEN). 

As definições que um banco central realiza são para manter a inflação do país dentro da meta, sendo que para os Estados Unidos normalmente a meta é de uma inflação de até 2% ao ano. E as principais ferramentas que um banco central tem são a partir do controle da taxa de juros e a emissão/recompra de títulos públicos. Como a economia norte-americana influencia em todo o mundo, as decisões do FED afetam a economia global.

Podemos considerar que o FED possui cinco funções para promover a economia americana. Sendo assim, o banco central dos EUA deve:

  1. Conduzir a política monetária do país para promover o máximo emprego, preços estáveis e taxas de juros moderadas de longo prazo na economia dos EUA;
  2. Promover a estabilidade do sistema financeiro, além de minimizar e conter riscos sistêmicos por meio de monitoramento e engajamento ativo nos EUA e no exterior;
  3. Promover a segurança e solidez das instituições financeiras individuais e monitorar seu impacto no sistema financeiro como um todo;
  4. Promover a segurança e a eficiência do sistema de pagamento e liquidação por meio de serviços ao setor bancário e ao governo dos EUA que facilitam transações e pagamentos;
  5. Promover a proteção do consumidor e o desenvolvimento da comunidade por meio da supervisão e exame focados no consumidor, pesquisa e análise de questões e tendências emergentes do consumidor, atividades de desenvolvimento econômico da comunidade e a administração de leis e regulamentos do consumidor.

De forma resumida, podemos resumir o FED conforme a imagem abaixo:

Fonte: https://www.federalreserve.gov/aboutthefed/structure-federal-reserve-system.htm

A estrutura de atuação do FED é descentralizada, ou seja, o banco central é composto por diversos sistemas menores que unidos formam o órgão. O Federal Reserve System é dividido geograficamente em 12 distritos, cada um com um Reserve Bank incorporado separadamente. Os limites distritais foram baseados nas regiões comerciais predominantes que existiam em 1913, de modo que não necessariamente coincidem com as linhas estaduais. Ou seja, o FED é operado de forma independente em 12 estados, porém com um supervisor. A divisão geográfica do FED é realizada da seguinte maneira:

Fonte: https://www.federalreserve.gov/aboutthefed/structure-federal-reserve-system.htm

As três principais entidades do FED

O FED é dividido em três entidades, que são o Federal Reserve Board of Governors (Conselho de Governadores), os Federal Reserve Banks (Bancos do FED) e o Federal Open Market Committee (FOMC). São estas entidades que tomam as decisões que ajudam a promover a saúde da economia dos EUA e a estabilidade do sistema financeiro dos EUA.

Fonte: https://www.federalreserve.gov/aboutthefed/structure-federal-reserve-system.htm

O Conselho de Governadores é localizado em Washington D.C. e é composto por sete membros, também chamados de governadores, que são nomeados pelo presidente dos Estados Unidos. Este Conselho orienta a operação do FED para cumprimento das leis e regras do Federal Reserve Act. Todos os membros do Conselho atuam no FOMC, que é a entidade do Federal Reserve que define a política monetária.

Os Bancos dos FED são os 12 bancos regionais que possuem um conselho de administração com nove membros que atuam de forma independente. Seus diretores servem como um elo entre o FED e o setor privado.

Por fim, a entidade mais emblemática e comentada nas notícias é o FOMC. Este órgão define a política monetária nacional. O FOMC toma todas as decisões sobre a condução de operações de mercado aberto, que afetam a FED funds rate (taxa de juros dos EUA), o tamanho e a composição dos ativos do Federal Reserve e as comunicações com o público sobre o provável curso futuro da política monetária. O Congresso promulgou uma legislação que criou o FOMC como parte do Federal Reserve System em 1933 e 1935.

Podemos comparar o FOMC com o Comitê de Política Monetária (Copom). O FOMC é composto por 12 membros votantes – os sete membros do Conselho de Governadores; o presidente do Federal Reserve Bank de Nova York; e 4 dos 11 presidentes restantes do Reserve Bank, que cumprem mandatos de um ano de forma rotativa.

Conclusão

O Federal Reserve é um importante órgão dos Estados Unidos e seu comitê decide a política monetária do país a fim de estabelecer o crescimento da economia de forma saudável. A responsabilidade de seus representante é grande pois todas as suas decisões interferem de forma ativa na maior economia do mundo e, por consequência, em todos os países. 

Por isso, em seus comunicados que acontecem a cada 45 dias, o mercado fica atento para saber quais serão os próximos passos da economia americana.

Se você quer diversificar a sua carteira de investimentos investindo em moeda forte e com todo o suporte de uma equipe de analistas com experiência no mercado:

Conheça a carteira VG Dividendos em Dólar!

As melhores recomendações de stocks e REITs da maior bolsa de valores do mundo. Recomendações essas que foram selecionadas pensando na diversificação de patrimônio, redução da volatilidade da carteira e aceleração da liberdade financeira no longo prazo.

Para maiores dúvidas e esclarecimentos conte com o time da VG Research, siga a gente nas nossas redes.

Guilherme Morais

Analista CNPI 2682

@guilhermeammorais

Artigos Relacionados

Porque assinar a nossa newsletter?

Notícias Notícias

Os nossos analistas realizam uma curadoria cuidadosa das principais notícias sobre a bolsa de valores e nós te enviamos, por e-mail, a visão da VG Research sobre como isso pode impactar os seus investimentos.

Artigos Artigos

Tenha acesso a artigos completos e detalhados, toda a semana, sobre os principais temas relacionados à investimentos, empresas e economia.

Vídeos Vídeos

Aulas online e gratuitas sobre a bolsa de valores para te ajudar a entender mais sobre o universo das ações e saber tomar melhores decisões com os seus investimentos, sempre com foco em crescimento de patrimônio e aumento da renda passiva.